Escola de Educação Infantil - Xodó da Vovó

R. Alcídes Maia, nº 204, Cinquentenário

(54) 9 9915.2244 ou (54) 3041.1203

Novidades da Colmeia

Dia Farroupilha das abelhinhas

Descrição

ORGULHO DE SER GAÚCHO! UM ESTADO RICO POR SUA NATUREZA, POVO HOSPITALEIRO E CULTURA RIQUÍSSIMA, UM DIA É POUCO PARA CELEBRAR NOSSA HISTÓRIA !

ESTE ANO FOI ESCOLHIDO PELO NOSSO ESTADO RIO GRANDE DO SUL A POESIA DE OTÁVIO REICHERT!

 

Conheça a Poesia linda, tema da semana FARROUPILHA DE 2019:

 

NOUTROS TEMPOS

 

Noutros tempos… A história não se escrevia.

Em prosas se repetia perpassando gerações.

Grandiosas tribos, nações, na liberdade da pampa,

mateavam a verde estampa de geografias sulinas.

Corriam matas, campinas, vagueavam rios e oceano,

quando o estrangeiro aragano içou velas matutinas.

 

Noutros tempos… O tapuio surpreendido,

ouviu relinchos, mugidos, ecoando pelo varzedo.

Nas reduções, em segredo, índia e branco se espelharam.

Os jesuítas batizaram a china e mozo gaudério.

O sul se tornou império; a bombacha fez querência.

Gaúcho se fez essência com resquícios de mistério.

 

Noutros tempos… Foi cabaça e taquapi.

Do berçário Guarani foi herdado o chimarrão.

Costela em fogo de chão; o charque feito em varais.

Muitas vendas junto ao cais onde aportavam imigrantes.

Tropeiros e bandeirantes riscando o mapa da história.

Fez-se a linha divisória mesclando sangue e semblantes.

 

Noutros tempos… Fizeram revolução.

Firmeza e proposição estampadas na bandeira.

Criaram hino em trincheiras com horizontes de ternura.

Origens, lutas, cultura! As auras fortalecidas…

Fez mulheres aguerridas e homens de estirpe guapa.

Reminiscência farrapa repontando as nossas vidas.

 

Noutros tempos… Foi a bota de garrão.

Chiripá no cinturão respaldando a boleadeira.

O ponche, raiz campeira, que aparou golpes de faca.

O gaúcho crava estacas defendendo seu torrão.

Tem nas lides de galpão, nas prosas volteando o mate,

O legado dos embates falquejando a tradição.

 

Noutros tempos… Negrinho do pastoreio!

Quem do sul, ou faz rodeios, traz cambona na algibeira.

De primitiva e lindeira a pátria se fez retrato.

Chimangos e maragatos com seus tinos libertários.

Somos jovens legendários! Na Semana Farroupilha,

com viola que se dedilha, … Rio Grande refaz cenários.

 

VIVA AO RIO GRANDE